Qual a melhor forma de estudar para o Concurso do INSS?

Confira 8 dicas para otimizar seus estudos para o INSS.

1) Faça dele seu melhor amigo: o edital

Utilize o edital como seu principal guia de estudos, imprima-o e tenha-o em mãos todo tempo em que estiver estudando.

2) Planeje, planeje e… planeje

Primeiramente, elabore um cronograma de estudos diário, dividido, por exemplo, das 6h até as 18h, e caso trabalhe em horário comercial, das 19h às 23h. É importante já chegar sabendo o que será estudado no dia, e para isso é necessário ter um planejamento. Ademais, é aconselhável um planejamento primário, indo da data corrente até o dia da prova, depois um planejamento mensal mais detalhado, seguido de um planejamento semanal e, por fim, um planejamento diário.

3) O que priorizar na distribuição dos estudos?

como-estudar-para-o-inss Na distribuição dos estudos, dê prioridade aos assuntos em que tenha um menor domínio, por exemplo, se você tem grande deficiência em informática, disponibilize um tempo maior para o estudo dessa disciplina em detrimento de outras que já tenha mais intimidade.

4) Estudo em grupo?

É necessário autoconhecimento e criticidade, não adianta optar pelo estudo em grupo, se você e seus colegas não apresentam um bom rendimento estudando dessa forma, o estudo em grupo é indicado para ser realizado com uma frequência pequena, por exemplo, uma vez na semana, ou a cada quinze dias, e serve principalmente para fazer a revisão dos assuntos, e para a resolução conjunta de dúvidas que já estejam previamente definidas, ou seja, todos os estudantes devem planejar o que será tratado no estudo em grupo, anotando para isso suas principais dúvidas, e as questões e conceitos não entendidos, para assim realmente fazer valer o ditado de que duas ou mais cabeças pensam melhor do que uma.

5) Verifique seu progresso

É importantíssimo que, pelo menos uma vez a cada 15 dias seja feita uma verificação do progresso do estudo das últimas semanas. Ademais, é aconselhável tomar nota sobre algumas questões, por exemplo, verificar se o cronograma de estudos está sendo cumprido à risca, e se houverem atrasos (e eles provavelmente ocorrerão), deve-se verificar o porquê eles ocorreram, se realmente valeu a pena gastar mais tempo do que o previsto no estudo do assunto em questão, e se este teve grande incidência em provas anteriores, ou se o atraso foi ocasionado por alguma forma de displicência (e, se possível, o que fazer para diminui-la), afinal de contas, quando o tempo é curto, ele é valioso.

6) Faça exercícios e analise as questões que tenha errado

Não prenda-se nunca a estudar apenas teoria, um bom termômetro de estudos é fazer muitos exercícios, principalmente para não levar ao comodismo de apenas ler e não exercitar a mente de maneira mais consistente. Para um melhor rendimento dos estudos, um método eficiente é reservar um pequeno tempo para leitura da teoria, por exemplo, 30 minutos, e logo a seguir partir para os exercícios, e aprender o restante da teoria baseado em seus erros e acertos. Posteriormente, o candidato deve dedicar uma parcela do tempo de estudo à análise das questões que por ventura tenha errado, para isso é recomendado a verificação de cada proposição, e a compreensão das razões que as tornem certas e erradas, para que depois não seja cometido o mesmo erro em outra questão.

7) Faça simulados

Treine simulados pelo menos 1 vez a cada 2 semanas, reservando de preferência os finais de semana para isso. É importante que o tempo de prova seja cronometrado, e que não hajam distrações ao longo dos simulados, para que assim, seja criado um ambiente o mais próximo possível do que ocorrerá no dia da prova.

8) Não estude com qualquer material

Materiais gratuitos são quase sempre ruins. Diante do salário oferecido pelos cargos, um pequeno investimento no material de estudo pode ser tratado como um investimento. Não estude com materiais de qualidade duvidosa, e os escolha com afinco e atenção.

Após rígida análise de materiais disponíveis no mercado e pesquisa entre estudantes e professores, onde foram levados em conta critérios como didática e clareza, nível de profundidade dos assuntos, quantidades de exercícios, e organização estrutural, selecionamos e disponibilizamos em nosso site a apostila para Técnico do Seguro Social com maior nota classificatória na somatória dos critérios considerados, além do Curso em Vídeo Aulas que teve o maior número de aprovados no Concurso INSS 2011-2012. Salienta-se que a atual estrutura do curso foi atualizada em virtude do novo edital.